Ib Freight





Noticias > Santos é o nº1 da América Latina

IB Freight - 16/06/2016

Levantamento realizado por órgão da ONU mostra que porto santista é o maior em movimentação de contêineres no subcontinente

 

O Porto de Santos confirmou sua liderança entre os complexos portuários da América Latina e do Caribe, com a movimentação de 3,6 milhões de TEU (unidade equivalente a um contêiner de 20 pés) no ano passado. O volume representa 7,5% de toda a movimentação de caixas metálicas nos 120 portos avaliados no período. No total, em 2015, foram movimentados 48 milhões de TEU nessas duas regiões.

Os dados fazem parte de um levantamento da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal), da Organização das Nações Unidas. Ele foi elaborado com base em informações coletadas com as autoridades portuárias e terminais marítimos especializados.

Mas, de acordo com dados da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), a participação do cais santista é maior, de 7,8%, já que a estatal considera a movimentação de 3,79 milhões de TEU.

De acordo com o ranking da Cepal, a movimentação de contêineres cresceu 1,7% na América Latina e no Caribe, no ano passado. O Porto de Santos, líder na movimentaçãoo de caixas metálicas na região, seguiu essa tendência e registrou crescimento de 2,1% na atividade.

Porém, conforme os dados da Docas, a movimentação santista no ano passado aumentou 2,6 na comparação com 204, indo de 3.684.845 TEU para 3.779.999 TEU.

Na segunda posição no ranking da Cepal, está o Porto de Cólon, no Panamá, com 3.5 milhões de TEU, o equivalente a 7,45% das operações realizadas na América do Sul e no Caribe.

O Porto de Balboa, também no Panamá, foi o terceiro que mais movimentou contêineres nas duas regiões. Em 2015, foram 3,2 milhões de TEU, que representaram 6,89% do volume operado pelos 120 complexos portuários.

A quarta posição no ranking do Cepal é do Porto de Cartagena, na Colômbia, que movimentou 2,6 milhões de TEU. Isto representa 5,43% das operações com contêineres na América do Sul e no Caribe, enquanto o Porto de Manzanillo, no México respondeu por 5,12% das trocas comerciais de contêineres, pois movimentou 2,4 milhões de TEU.

 

Fonte: A Tribuna